Arquivo

Posts Tagged ‘produção industrial do Japão’

Produção industrial do Japão avança 1,5% em setembro

Produção do país se recupera de um recuo em agosto e destaca a força da economia do país

Produção industrial do Japão avança 1,5% em setembroA produção industrial do Japão cresceu 1,5 por cento em setembro em relação ao mês anterior, mostraram dados do governo na quarta-feira (horário local), se recuperando de um recuo em agosto e destacando a força da economia.

O avanço foi levemente menor do que a projeção mediana de economistas ouvidos pela Reuters, de uma alta de 1,8 por cento. Em agosto, o índice recuou 0,9 por cento, de acordo com dados do Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

Manufatureiros consultados pelo ministério esperam que a produção cresça 4,7 por cento em outubro, mas caia 1,2 por cento em novembro, mostraram os dados.
Fonte: Exame com Reuters

Produção industrial do Japão cresce 3,9% em junho

A produção industrial do Japão aumentou pelo terceiro mês seguido, à medida que as companhias, particularmente no setor automobilístico, continuaram a elevar a produção depois do terremoto de 11 de março, disse o Ministério da Economia, Comércio e Indústria. A produção aumentou 3,9% em junho na comparação com o mês anterior, com ajuste à sazonalidade, informou o ministério.

O dado ficou ligeiramente abaixo da mediana das estimativas dos economistas consultados pelas agências Nikkei e Dow Jones, que era de 4,3%. As indústrias consultadas pelo ministério esperam que sua produção aumente 2,2% em julho, uma melhora em relação à projeção de 0,5% apurada no mês passado. Para agosto, a previsão é de um crescimento de 2%.

Um funcionário do ministério observou que, embora esteja aumentando, a produção ainda não se recuperou plenamente das catástrofes de março e está 5,3% abaixo do nível de fevereiro.

Inflação

O núcleo do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Japão subiu 0,4% em junho, na comparação com o mesmo mês do ano passado, na terceira alta mensal consecutiva, segundo informou o governo japonês.

A expectativa do mercado era de uma alta de 0,5%. O núcleo do índice exclui os preços dos alimentos frescos, mas inclui os de energia.

Fonte: Agência Estado com informações da Dow Jones.