Arquivo

Archive for the ‘Japão’ Category

Curso de assistência aos idosos para principiantes

Curso de Assistência aos Idosos para estrangeiros em Hamamatsu
O governo da província de Shizuoka juntamente com o Colégio Técnico está promovendo o primeiro curso de Assistência aos Idosos.

A inscrição tem início em 7 de maio (segunda -feira). Haverá intéprete em português. Há planos de mais cinco cursos gratuitos.

Curso de Assistência aos Idosos1

Curso de Assistência aos Idosos2

Curso de Assistência aos Idosos3

Curso de Assistência aos Idosos4

Curso de Assistência aos Idosos5Fonte: Portal Mie

Anúncios

Japão aprova projeto de reforma trabalhista que penaliza empresas com excesso de horas extras

Proposta visa melhorias no estilo de trabalho e será votada no Parlamento

reforma trabalhista
O governo japonês aprovou na manhã desta sexta-feira (6) um projeto de lei relacionado à reforma trabalhista que visa efetuar melhorias no estilo de trabalho, informou a agência de notícias Jiji Press.

A ideia é criar um sistema de penalidades para jornadas de trabalho excessivas, se houver cumprimento de horas extras acima do limite permitido por lei.

O projeto também consiste em garantir tratamento igual para trabalhadores efetivos e temporários, inclusive na questão salarial.

Outra proposta é criar um Sistema de Profissionais de Alto Nível, focado nos trabalhadores de alta qualificação, que ganham renda superior a ¥10 milhões ao ano (sem contar horas extras).

Este sistema permitiria que esses trabalhadores exerçam suas atividades de forma livre, sem necessidade de cumprir uma carga horária mínima por dia. No entanto, eles não seriam pagos por horas extras, trabalho no período noturno ou em feriados. A única obrigação das empresas seria garantir pelo menos quatro dias de folga no mês.

A oposição criticou esta proposta, alegando que este sistema poderá “induzir” o abuso de trabalho, que tem como consequência depressão, morte por jornadas excessivas (karoushi) ou suicídio. A partir de agora, o assunto deverá ser foco de discussões entre representantes do governo e da oposição no Parlamento.

O projeto pretende ainda estabelecer o limite máximo de 100 horas extras por mês ou de 720 horas extras por ano, de acordo com o tipo de trabalho, com penalidade no caso de não cumprimento da lei.

A atual legislação de trabalho também impõe limites de horas extras, mas pode haver exceções se a empresa estiver precisando aumentar a produção, desde que haja acordo com os funcionários.

O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe, que visa a aprovação do projeto de lei até 20 de junho, considera a reforma dos estilos de trabalho como sua agenda mais importante nas atuais deliberações do Parlamento.
Fonte: Alternativa

Desemprego no Japão cai para 2,4%

A disponibilidade de emprego situou-se a 1.59 no mês de janeiro. Isso significa que havia 159 vagas de emprego para cada 100 candidatosdesempregoA taxa de desemprego no Japão caiu para 2,4% em janeiro, a partir dos 2,7% no mês anterior, informou o Ministério de Assuntos Internos e Comunicação na sexta-feira (2).

A disponibilidade de emprego situou-se a 1.59 no mês, inalterada em relação a dezembro quando saltou para o seu nível mais alto desde 1974, de acordo com o Ministério do Trabalho. Isso significa que havia 159 vagas de emprego para cada 100 candidatos.

O Japão tem um mercado de trabalho apertado enquanto um crescente número de empresas sofre com escassez de mão de obra em meio a uma recuperação econômica moderada.

Contudo, as condições de trabalho apertadas ainda precisam ser traduzidas em crescimento salarial mais forte, uma dor de cabeça para legisladores que estão tentando tirar a economia da deflação.

Exportações robustas ajudaram no crescimento da terceira maior economia do mundo, mas economistas dizem que a demanda doméstica, como o consumo privado e os gastos de capital, precisam se fortalecer ainda mais.
Fonte: Portal Mie com Mainichi

Brasileiros empregados em Mie são maioria dos trabalhadores estrangeiros

A estatística mostra que o número total de empregados estrangeiros atingiu o máximo desde 2007. E novas contratações ainda são necessárias.brasileiros em mieEm meio à falta de mão de obra também na província de Mie, obteve-se o registro máximo de trabalhadores estrangeiros, chegando a 24.220 pessoas em outubro do ano passado.

Os estagiários técnicos vindos dos países do sudeste asiático fazem parte dos 30% da fatia dessa mão de obra, segundo a Secretaria de Trabalho de Mie.

Pela primeira vez, desde 2007, o número de empresas e indústrias empregadoras ultrapassou a marca dos 3 mil, chegando a 3.039.

Por origem dos trabalhadores os brasileiros são maioria.

  • 6.701 brasileiros
  • 4.888 chineses
  • 3.604 filipinos
  • 3.361 vietnamitas
  • 1.556 peruanos
  • 533 nepaleses
  • 161 coreanos
  • 3.380 de diversas origens

Empregados diretos e por empreiteira
A escassez de mão de obra está nas indústrias de manufatura, como a dos automóveis. A proporção efetiva de oferta de emprego é tão alta quanto ao período da bolha econômica, analisou a secretaria.

A maioria dos trabalhadores estrangeiros (55%) está empregada nas indústrias de transformação. Uma boa parte (34%) é encaminhada para essas empresas através das empreiteiras, pelo haken ou ukeoi.

A previsão da secretaria é de continuar aumentando as contratações de trabalhadores estrangeiros na província.
Fonte: Portal Mie com Chunichi

Falta de mão de obra afeta funcionamento 24 horas de lojas de conveniência

Algumas operadoras de lojas de conveniência estão superando a falta de pessoas para trabalhar ao promover a automatização de certas operações em algumas filiaisfamily martGrandes operadoras de lojas conveniência japonesas continuam abrindo novas unidades enquanto enfrentam dificuldades para manter o funcionamento 24 horas em meio a uma crescente escassez de mão de obra no Japão.

Algumas operadoras de lojas de conveniência estão superando a falta de pessoas para trabalhar, incluindo a de funcionários de meio período, ao promover a automatização de certas operações de lojas.

Contudo, uma das operadoras iniciou o fechamento de algumas lojas até altas horas da noite quando o fluxo de clientes é baixo.

Em meio à crescente competição no mercado, a maneira que cada operadora de loja de conveniência lida com a escassez de funcionários pode refletir em seus diferentes estilos de gerenciamento, dizem especialistas.

A FamilyMart Co., experimentou o fechamento de algumas de suas lojas nacionais altas horas da noite ou trocou para operações com base em máquinas de venda automática.

O presidente da rede, Takashi Sawada, disse que as operações 24 horas não são necessárias em algumas lojas.
Fonte: Portal Mie com Jiji

Toyota e Honda confirmam segurança de alguns produtos da Kobe Steel

As investigações realizadas pelas montadoras seguem a revelação da Kobe Steel de que dados de inspeção sobre um grande número de produtos foram falsificados
kobe steel
Montadoras japonesa confirmaram o uso de produtos da Kobe Steel afetados pelos dados falsos de inspeção, mas disseram que não encontraram problemas de segurança até agora.

A Toyota Motor Corp. e a Honda Motor Corp. emitiram declarações no final da quinta-feira (19) descrevendo descobertas preliminares de verificações de materiais e peças da Kobe Steel. A mídia japonesa citou que oficiais de outras montadoras fizeram anúncios similares.

As investigações realizadas pelas montadoras, fabricantes de aeronaves e outros clientes da Kobe Steel seguem a revelação da empresa de que dados de inspeção sobre um grande número de produtos foram falsificados ou manipulados. A extensão do problema não está clara porque a Kobe Steel não identificou os clientes afetados pelo nome e ainda está investigando o problema.

Problema pode ter persistido por mais de uma década
No entanto, ela disse que dados sobre placas de alumínio, tubos e moldes de cobre e fios-máquina de aço usados em pneus e motores de veículos estão entre os produtos cujos dados não corresponderam às especificações ou eram falsos ou insuficientes. O problema pode ter persistido por mais de uma década, divulgou a mídia japonesa, citando ex-funcionários da Kobe Steel, sem identificá-los.

A Toyota disse em uma declaração que havia confirmado que placas de alumínio da Kobe Steel usadas em capôs, portas traseiras e outros componentes de seus veículos atenderam as exigências para resistência e durabilidade com base em dados da empresa que estava “bem além das especificações da Toyota.”

A Toyota disse que ainda estava investigando os produtos de alumínio da Kobe Steel.

Já a Honda disse que os painéis de alumínio eram os únicos produtos comprados diretamente da Kobe Steel. A empresa descobriu que todos eles atenderam aos seus padrões de segurança e que ainda estava investigando outras peças obtidas através de fornecedoras.

Muitos clientes da Kobe Steel disseram que estão verificando o problema. Até agora, nenhum deles confirmou qualquer risco específico de segurança. Contudo, no início desta semana, a Agência de Segurança de Aviação Europeia recomendou às empresas que suspendessem o uso de produtos da Kobe Steel quando possível enquanto elas revisam suas redes de fornecimento para identificar “peças suspeitas não aprovadas” da empresa que podem ter sido usadas.
Fonte: Portal Mie com Reuters

Brasileiros residentes no exterior podem se inscrever para o Encceja 2017 até 17 de julho

Encceja2017
As inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 para brasileiros residentes no exterior estão abertas até 17 de julho, às 23h59 (Horário de Brasília). O Encceja é uma oportunidade para jovens e adultos que não terminaram seus estudos na idade regular e querem obter o certificado de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. As inscrições são gratuitas.

O Encceja Exterior 2017 será aplicado em 10 de setembro, nos Estados Unidos (Boston, Nova Iorque e Miami); Bélgica (Bruxelas); Guiana Francesa (Caiena); Portugal (Lisboa); Suíça (Genebra); Espanha (Madri); Reino Unido (Londres); França (Paris), Holanda (Amsterdã) e Japão (Nagóia, Hamamatsu e Ota). Haverá, ainda, aplicação para pessoas privadas de liberdade (PPL) em Tóquio (Japão) e em Caiena (Guiana Francesa). O Encceja Exterior PPL 2017 será aplicado entre 11 e 22 de setembro.

Para a certificação do ensino fundamental o participante deve ter 15 anos completos na data da realização da prova. Para a certificação do ensino médio a idade é de pelo menos 18 anos na data da prova. O Encceja Exterior é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, por meio das representações diplomáticas do Brasil nos locais de aplicação.

Como se inscrever – A inscrição deve ser feita, exclusivamente, pelo endereço eletrônico sistemasEncceja2.inep.gov.br/exterior. No caso do Encceja Exterior PPL as inscrições são feitas em um sistema específico, no endereço sistemasencceja2.inep.gov.br/exteriorPPL. A inscrição para pessoas privadas de liberdade é de responsabilidade dos próprios consulados em Tóquio e em Caiena, onde haverá aplicação.

Os interessados em participar devem informar o CPF e a data de nascimento na inscrição. As necessidades de atendimento especializado (baixa visão, deficiência física, dislexia) e atendimento específico (gestante, lactante, idoso) também devem ser informadas durante a inscrição. É preciso optar pelo nível de ensino para o qual o participante busca a certificação. O passo seguinte é indicar quais provas deseja realizar.

Pessoas que obtiveram uma declaração parcial de proficiência em edições anteriores do Encceja (no caso do ensino fundamental), ou Encceja e Enem (no caso do Ensino Médio) não precisam refazer a prova na qual já obtiveram nota mínima. O certificado, entretanto, só é emitido quando o participante conseguir as notas mínimas exigidas em todas as provas. O processo de inscrição inclui, ainda, um questionário sócio-econômico.

Especificidades – Pessoas que fizeram edições do Encceja Exterior antes de 2014 e conseguiram a nota mínima para uma declaração parcial de proficiência em alguma prova devem informar o número de passaporte usado na inscrição da edição na qual obteve o resultado. Dessa forma será possível ser dispensado da prova da qual já se tem o resultado exigido.

Estrutura da Prova – Para certificação do ensino fundamental o participante faz provas de Ciências Naturais, História e Geografia (matutino), além de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; e Matemática (vespertino). Para a certificação do ensino médio as provas são de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias (matutino); além de Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação e Matemática e suas Tecnologias (vespertino). Cada prova tem 30 questões de múltipla escolha com quatro alternativas de resposta.

Clique aqui para acessar o edital do Encceja Exterior 2017
Clique aqui para fazer inscrição para o Encceja Exterior 2017
Clique aqui para fazer inscrição para o Encceja Exterior 2017 PPL
Clique aqui para mais informações sobre o Encceja Exterior 2017 em Nagoia
Fonte: Consulado-Geral do Brasil em Nagoya