Arquivo

Posts Tagged ‘produção de veículos’

Toyota: produção nos EUA volta à normalidade após terremoto

A montadora japonesa de automóveis Toyota anunciou nesta terça-feira que sua produção nos Estados Unidos voltou à normalidade, depois de ter caído devido aos problemas de abastecimento de peças como consequência do terremoto do Japão em março.

“Com o retorno à normalidade da produção também no Japão, a Toyota deverá repor os estoques das concessionárias com duas horas suplementares e trabalhando no sábado em algumas fábricas”, declarou a empresa em comunicado, que detalha que a produção do quatro trimestre superará em torno de 15% a produção prevista antes do terremoto.

A Toyota já tinha anunciado em junho que a produção de vários modelos tinha voltado à normalidade.

A companhia começará a fabricar em outubro veículos do modelo Corolla no estado do Mississippi, sul dos Estados Unidos, sua décima quarta fábrica na América do Norte.
Fonte: G1 com France Presse

Produção de veículos deve se normalizar nos próximos meses no Japão

Aumento na produção é para compensar o atraso provocado pela paralisação após o terremoto de 11 de março

Enfim, uma boa notícia. As montadoras anunciaram que a produção de carros deve se normalizar nos próximos meses, mesmo com o racionamento de energia em boa parte do país. A Toyota disse que vai contratar de 3 a 4 mil trabalhadores a partir de julho. De acordo com Hello Work de Toyota (Aichi), essas vagas não estão disponíveis para os estrangeiros, mesmo assim, os trabalhadores brasileiros podem ser beneficiados. 

Quem explica é Ricardo Koike, dono de uma empreiteira na região. “O histórico demonstra que a Toyota Jidousha diretamente não contratava estrangeiros, mas ao redor delas, as fábricas que prestam serviços para ela, sim. Então não só o setor automotivo, mas em geral, a economia vai se desenvolver”, analisa. 

Esse aumento na produção seria para compensar o atraso provocado pela paralisação após o terremoto de 11 de março. Depois desse pico, o ritmo vai depender do que ocorrer também na economia mundial. 

Quem também quer pegar carona nessa retomada e aumentar as vendas é o comércio. Joana Inoue tem uma lanchonete no conjunto residencial Homi Danchi, e espera o retorno da clientela. Ela afirma que depois do terremoto, as vendas caíram cerca de 40%. “Anima bastante. Todo mundo começa a trabalhar. Os brasileiros estão bastante tristes, sem trabalho, e sem dinheiro”, comenta. 

Além da Toyota, outras cinco grandes empresas anunciaram que vão contratar mais trabalhadores nos próximos meses. A Honda pretende abrir mil novos postos de trabalho no mês que vem. A Nissan e a Isuzu vão contratar 200 pessoas até o final de julho. 

Mais quatrocentas vagas serão abertas pela Fuji Heavy também até o final do próximo mês. 

O mesmo prazo em que a Mitsubishi Fuso planeja contratar 100 trabalhadores. E em outubro, a Mitsubishi pretende abrir mais 500 vagas. Mesmo que, temporárias, essas contratações podem estimular o consumo, o que colabora para o crescimento de outros setores. 

Previsão de contratação Previsão de recuperação da produção
Toyota 3.000 a 4.000

a partir de meados de julho

Em julho, deve voltar ao mesmo nível de antes de 11/3
Honda 1.000 a partir de julho Quase normalizada no final de junho
Nissan 200 até final de julho Quase normalizada no início de junho
Mitsubishi 500 a partir de outubro Quase normalizada no final de junho
Fuji Heavy Industries 400 a partir de setembro Aumento a partir de outubro
Isuzu 200 a partir de junho Normalizada em junho
Mitsubishi Fuso 100 até final de julho Normalizada em junho
Fonte: IPC Digital

Produção nacional de veículos cai 6,7% em novembro

Mas exportações cresceram 9,6% marcando 11 meses de alta

A produção de veículos no Japão caiu 6,7% em novembro se comparado ao mesmo período de 2009. Foram pouco mais 802 mil unidades produzidas marcando o segundo mês de queda, informaram na segunda-feira (27) fontes da indústria automobilística.
Segundo a Associação de Produtores de Automóveis do Japão, o número de veículos de passageiros fabricados em novembro teve queda de 8,2% chegando perto das 690 mil unidades.
A produção de caminhões cresceu 3,3% enquanto a de ônibus aumentou 11,7% chegando a pouco mais de 10 mil unidades.
Já as exportações total de veículos aumentaram 9,6% até 432 mil unidades marcando 11 meses de alta.
Por tipo de veículos, as exportações de caminhões cresceram 16,3%, de veículos de passageiros 8,9% e de ônibus 11,9%.
Fonte: IPC Digital