Arquivo

Posts Tagged ‘Tóquio’

Japão terá 10 locais de votação para a eleição presidencial

Cada eleitor pode votar somente em sua respectiva seção eleitoral

eleicao 2018
O primeiro turno da eleição presidencial ocorrerá no próximo domingo (7) e os brasileiros com o título regularizado e transferido para o Japão votarão em 10 locais espalhados pelo arquipélago. O segundo turno, se for necessário, será realizado em 28 de outubro.

Cada eleitor pode votar somente em sua respectiva seção eleitoral. Isso pode ser verificado no aplicativo para smartphone e-Título ou no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aqui.

Mesmo obtendo o e-Título, acredita-se que a maioria dos eleitores do exterior não tenha passado pelo processo de biometria do TSE, que permite que o e-Título tenha foto do portador. Nesse caso, os eleitores devem apresentar na seção de votação não apenas o e-Título na tela do celular, como também um documento brasileiro com foto, como é o caso do passaporte.

O eleitor também pode acessar o site do TSE e na página inicial deve procurar o link “Serviços ao Eleitor”, selecionando a opção “Local de Votação”. Em seguida, deve preencher os dados requeridos.

Este procedimento de acessar o site do TSE antecipadamente vale para o caso de alguém não ter celular ou ter um modelo antigo, que não seja smartphone.

Mesmo que a pessoa tenha dificuldade de acessar seus dados, ela pode se dirigir ao Consulado para pedir ajuda nesse sentido.

Número de eleitores no exterior
O número de eleitores brasileiros no exterior aumentou 41,4% na eleição deste ano em relação ao último pleito, em 2014, para escolha do presidente do Brasil. Naquele ano havia 354,2 mil inscritos. Neste ano são 500.727 eleitores que votarão para presidente em 1.790 seções, segundo a Justiça Eleitoral.

Estados Unidos, Japão e Portugal concentram 51,9% destes votantes. Os EUA têm 160.035 eleitores, seguidos do Japão, com 60.720 e Portugal, com 39.246.

As seções eleitorais com mais votantes são Boston e Miami, nos EUA, com 35.051 e 34.347 brasileiros aptos a votar, respectivamente.

Tóquio aparece em terceiro com 26.098 eleitores. Depois vem Londres (Inglaterra), com 25.927, seguida pela quinta cidade, Nagoia, com 24.520 eleitores inscritos.

Locais de votação no Japão
Hamamatsu (Shizuoka)

Local: Consulado-Geral do Brasil em Hamamatsu
Endereço: Shizuoka-ken Hamamatsu-shi Naka-ku Motoshiro-cho 115-10 Motoshiro-cho Kyodo Bldg., 1º andar e também no 7º e 8º andares do prédio

Nagoia (Aichi)
Local: Chukyo University
Endereço: Aichi-ken Nagoya-shi Showa-ku Yagoto Honmachi 101-2 4 Gokan Nishikan, 2° e 3° andares
Atenção: Nesse ano, as eleições em Nagoia não serão realizadas no Consulado e nem no Banco do Brasil, como foram nos anos anteriores.

Toyohashi (Aichi)
Local: Prefeitura de Toyohashi
Endereço: Aichi-ken Toyohashi-shi Imanashi-cho 1 Banchi Higashi Kan, 13° andar

Suzuka (Mie)
Local: Escola Alegria de Saber (EAS)
Endereço: Mie-Ken Suzuka-shi Douhaku 5-23-29

Hiroshima
Local: Ryugakusei Kaikan
Hiroshima-ken Hiroshima-shi Minami-ku Nishi-kojin-machi 1-1, 2º andar

Takaoka (Toyama)
Local: Yukawa Jinzai Service KK
Endereço: Toyama-ken Takaoka-shi Himeno 47-3

Tóquio
Local: Areal Conference Room Annex
Endereço: Tokyo-to Shinagawa-ku Nishi Gotanda 1-3-8 Miyuki Bldg. 2º andar (a duas quadras do Consulado-Geral)

Oizumi (Gunma)
Local: Oizumi Bunkamura
Endereço: Gunma-ken Oura-gun Oizumi-machi Asahi 5-24-1

Joso (Ibaraki)
Local: Prefeitura de Joso
Endereço: Ibaraki-ken Joso-shi Mitsukaido Suwa-machi 3222-3

Ueda (Nagano)
Local: Uenogaoka Kouminkan
Endereço: Nagano-ken Ueda-shi Sumiyoshi 378-1
Fonte: Alternativa Reuters

Anúncios

Palestras em Ota e Tóquio terão como tema a Convenção de Haia

Uma das palestrantes será a coordenadora geral da Autoridade Central Administrativa Federal do Brasil

convencao da haia
O Ministério das Relações Exteriores do Japão está organizando duas palestras sobre Aspectos Civis do Sequestro Internacional de Crianças (Convenção de Haia) para residentes permanentes brasileiros e seus cônjuges. Uma palestra será realizada em Ota (Gunma), na terça-feira (28), a partir das 13h, e outra na sexta-feira (31), em Tóquio, a partir das 17h30. A entrada é gratuita.

O leitor que tem um filho menor de 15 anos de idade e não tem autorização do outro genitor para viajar com a criança, por exemplo, deve saber que há a possibilidade de aplicação da “Convenção de Haia” no caso. O evento é aberto também a outras pessoas interessadas no tema.

Uma das palestrantes será a coordenadora geral da Autoridade Central Administrativa Federal do Brasil, Natália Martins.

Durante a palestra será falado sobre a Convenção de Haia, o apoio da Autoridade Central brasileira e japonesa, o sistema de tramitação jurídica japonesa e brasileira relacionado à guarda de filhos, e será aberta uma parte para perguntas.

A palestra de Gunma é uma promoção do Ministério de Relações Exteriores do Japão, do Gabinete de Assuntos Consulares, da Divisão de Convenção de Haia, da Prefeitura Municipal de Ota e do Departamento de Planejamento e Divisão de Promoção de Intercâmbio.

Já a de Tóquio, além do Ministério das Relações Exteriores do Japão, tem também a promoção da Repartição Consular, Sala de Convenção de Haia, Consulado-Geral do Brasil em Tóquio.

Palestra de 28 de agosto, a partir das 13h
Local: Gunma-ken Ota-shi Hon-cho 20-1 Centro Comunitário Municipal “Ota Gyousei Center”.
Informações: 0276-47-1908 (atendimento em japonês e português) ou pelo e-mail 005430@mx.city.ota.gunma.jp.

Palestra dia 31 de agosto, a partir das 17h30
Local: Tokyo-to Shinagawa-ku Higashi Gotanda 1-13-12 Ichigo Gotanda Bldg 2F.
Informações: consbrastoquio@itamaraty.gov.br
Fonte: Alternativa

Oferta de empregos no Japão: maior índice em 43 anos

Há setores com escassez de trabalhadores, especialmente relacionadas à indústria automobilística
oferta de vagas
O índice de oferta de vagas de emprego subiu 0,2% em relação ao mês anterior, mas teve uma alta significativa na história. De acordo com a divulgação feita pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar, o índice foi de 1,51. Ou seja, há muito mais oferta de vagas do que procura.

Esse índice é o maior em 43 anos e 4 meses. O último registrado foi de 1,53 em 1974. Como sempre a comparação recai com o período da bolha econômica, quando havia fartura de vagas, o país pode comemorar o feito.

As províncias que mais necessitam de mão de obra são Fukui (2,09), Tóquio (2,08) e Ishikawa (1,92).

Por outro lado, as 3 províncias que apresentaram os menores índices foram Hokkaido (1,08), Kochi (1,13) e Kanagawa (1,16). No entanto, o índice foi acima de 1 em todas as províncias, anunciou o Nikkei Shimbun.

Aumento de ofertas e queda de desemprego
Houve aumento na oferta de novas vagas em relação à mesma época do ano anterior, em 6,3%. Os setores que mais necessitam contratar são:

  • Indústria da transformação: 14,2%
  • Transporte e entrega de mercadoria: 11,1%
  • Construção civil: 7,6%

De acordo com o boletim do ministério, “vendo a partir de que o setor produtivo relacionado à indústria automotiva está favorável, o número de ofertas de vagas continua em crescimento. O ambiente para as contratações está melhorando e progredindo firmemente”, ressaltou.

Segundo a TBS, o Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações anunciou que o relatório da empregabilidade apresentou 03,% de queda no desemprego, no mês passado. Atualmente, o índice é de 2,8%.
Fonte: Portal Mie com NHK, TBS e Nikkei Shimbun

Sony fechará centro em Tóquio para reduzir custos

Empresa planeja reduzir sua força mundial de trabalho em 10 mil pessoas até 31 de março

Sony TokyoA Sony planeja fechar suas operações em um edifício de escritório em Tóquio que abriga oito por cento de seu pessoal no Japão, uma das primeiras decisões concretas do conglomerado de eletrônica e entretenimento quanto a um corte de quatro mil funcionários.

A decisão, que é parte de uma reestruturação que vem sendo implementada pelo presidente-executivo Kazuo Hirai, não havia sido anunciada previamente.

A Sony fechará o Centro de Tecnologia Shinagawa, um edifício de 31 pavimentos que ocupa desde que foi inaugurado em 1998, informou um porta-voz da empresa à Reuters. Os 4,8 mil funcionários que lá trabalham serão transferidos a outros locais.

A decisão, que deve ser implementada até setembro do ano que vem, tem por objetivo reduzir custos e facilitar o realinhamento dos negócios da Sony, segundo o porta-voz.

A Sony planeja reduzir sua força mundial de trabalho em 10 mil pessoas até 31 de março, e os cortes incluiriam quase 4 mil trabalhadores no Japão.

A companhia anunciou na semana passada que as demissões incluiriam um corte de 20 por cento no pessoal de sua sede por meio de um programa de aposentadoria antecipada, e o fechamento de uma fábrica em Gifu, Japão, que produz lentes para câmeras e celulares.

O edifício Shinagawa, que fica bem perto da sede da companhia, é propriedade da Nippon Steel Kowa Real Estate, Sumitomo Life Insurance e Obayashi.

Ao transferir pessoal para instalações de mais baixo custo, como seu complexo de edifícios em Atsugi, no subúrbio de Tóquio, a Sony antecipa poder cortar seus custos, ainda que não tenha informado como isso aconteceria. A companhia vai anunciar resultados trimestrais em 1º de novembro.

"A decisão pode propiciar economia significativa para a Sony", disse Fred Takahashi, diretor-executivo da imobiliária CBRE Japan.

A Sony concluiu a venda de sua divisão química a um banco estatal em setembro, o que reduziu seu quadro de funcionários em 1,8 mil pessoas.

Hirai prometeu que recuperaria a empresa adotando como foco os jogos, imagens digitais e aparelhos móveis, e ingressando em novos setores como o de equipamentos médicos.

As ações da Sony caíram em 43 por cento desde que Hirai assumiu a presidência.
Fonte: Exame com Reuters

Categorias:Sony Tags: