Arquivo

Archive for the ‘cursos’ Category

Curso de assistência a idosos para estrangeiros terá inscrições abertas em Hamamatsu

As aulas são gratuitas, mas o aluno precisará pagar o material didático

cuidador de idososO governo da província de Shizuoka, através do Colégio Técnico de Hamamatsu, vai promover um curso intensivo voltado especificamente a estrangeiros para formar assistentes de idosos, a partir de 2 de agosto, em um período de quatro meses (74 dias ou 438 horas).

As inscrições começam na próxima segunda-feira, dia 13, e podem ser feitas até 12 de julho. Há vagas para somente 12 pessoas que forem aprovadas em um exame de seleção.

Só podem participar estrangeiros que estão procurando emprego e possuem cartão de registro do Hellowork. O curso terá aulas relacionadas à geriatria, comunicação com idosos, noções de saúde e outros assuntos.

Além da área de assistência, os alunos aprenderão sobre costumes trabalhistas e como preencher um currículo. Os professores são japoneses, mas os alunos terão a ajuda de intérpretes para poder acompanhar as matérias.

A prova de seleção será realizada no dia 21 de julho, no Colégio Técnico de Hamamatsu, com leitura e escrita de hiragana e katakana, redação (propósito dos candidatos) e entrevista.

O curso em si é gratuito, mas o aluno precisará pagar apenas o material didático no valor de ¥12.420, seguro de ¥500 a ¥900 e exame médico de ¥1.800. Outras informações podem ser obtidas em português pelo telefone 053-462-5602.
Fonte: Alternativa

Anúncios

Instituto Tecnológico de Aeronáutica pretende criar cursos para brasileiros no Japão

Representantes da Embraer e do ITA visitaram Shizuoka na terça-feira

Instituto Tecnológico de AeronáuticaNa terça-feira (9), representantes da Embraer e do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) estiveram em Shizuoka, onde conversaram com o governador Heita Kawakatsu e visitaram algumas instalações da província.

Segundo o Shizuoka Shimbun, o ITA mostrou interesse em trazer ao Japão alguns cursos de aeronáutica direcionados a brasileiros, em parceria com o governo de Shizuoka.

Os representantes brasileiros visitaram a Universidade de Ciência e Tecnologia, em Fukuroi, e o aeroporto de Shizuoka, na divisa entre as cidades de Makinohara e Shimada, onde a companhia Fuji Dream Airlines (FDA) opera com oito aviões da Embraer.

A FDA é a única companhia aérea do Japão a operar uma frota exclusiva de aeronaves Embraer. A empresa faz parte do Grupo Suzuyo, que possui um simulador de vôo completo para fornecer treinamento aos pilotos e engenheiros da frota.

Um representante da Universidade de Ciência e Tecnologia, que tem um centro de treinamento de aeronáutica em Makinohara, disse que está ansioso por uma possível parceria com o ITA.
Fonte: Alternativa

Hamamatsu terá curso de assistência a idosos direcionado para estrangeiros

Só podem se inscrever pessoas que estão procurando trabalho e possuem cartão de registro do Hellowork

assistência a idosos no JapãoO governo da província de Shizuoka, através do Colégio Técnico de Hamamatsu, vai promover um curso intensivo voltado especificamente a estrangeiros para formar assistentes de idosos, a partir de 9 de julho, em um período de quatro meses (74 dias ou 436 horas).

As inscrições começaram na próxima segunda-feira, dia 18, e podem ser feitas até 18 de junho. Há vagas para somente 15 pessoas que forem aprovadas em uma prova de seleção.

Só podem participar estrangeiros que estão procurando emprego e possuem cartão de registro do Hellowork. O curso terá aulas relacionadas à geriatria, comunicação com idosos, noções de saúde e outros assuntos.

Além da área de assistência, os alunos aprenderão sobre costumes trabalhistas e como preencher um currículo. Os professores são japoneses, mas os alunos terão a ajuda de intérpretes para poder acompanhar as matérias.

A prova de seleção será realizada no dia 26 de junho, no Colégio Técnico de Hamamatsu, com leitura e escrita de hiragana e katakana, matemática de nível ginasial, redação (propósito dos candidatos) e entrevista.

O curso em si é gratuito, mas o aluno precisará pagar apenas o material didático no valor de ¥13.500, seguro de ¥1.250 e exame médico de ¥4.800. Outras informações podem ser obtidas em português pelo telefone 053-462-5602.
Fonte: Alternativa

Para quem está no Japão o Jice proporciona curso gratuito de nihongo

Além do idioma, alunos também recebem orientações sobre as leis trabalhistas e preenchimento do currículo

Japan International Cooperation CenterCom o objetivo de auxiliar os estrangeiros que tenham perdido o emprego na recolocação no mercado de trabalho, o Centro de Cooperação Internacional do Japão (Jice) dará continuidade nesse novo ano fiscal ao curso de capacitação por meio do ensino da língua japonesa.

O curso é gratuito e será oferecido em diversas cidades com grandes concentrações de estrangeiros. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas na Hello Work, agência pública de emprego, mais próxima da região em que o aluno vive. A previsão é que as aulas já iniciem em maio.

Além do idioma, os alunos também recebem orientações sobre as leis trabalhistas, preenchimento do currículo e preparação para entrevistas. Durante o curso são realizadas, ainda, visitas a diferentes locais de trabalho.

O curso exige dedicação do aluno. Periodicamente, são realizados testes orais e escritos de gramática e de kanji.

Foi criado em 2009, após a crise econômica mundial, que deixou milhares de estrangeiros sem emprego no Japão. Realizado pela Jice juntamente com o Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-estar Social do Japão, esse projeto tem como objetivo levar conhecimento aos trabalhadores estrangeiros que buscam um novo emprego.

No último ano fiscal, as aulas foram levadas às províncias de Gunma, Ibaraki, Tochigi, Saitama, Kanagawa, Chiba, Nagano, Ishikawa, Gifu, Shizuoka, Aichi, Mie e Shiga, em cidades com grandes concentrações de estrangeiros. O curso é totalmente gratuito, inclusive os materiais didáticos. Os alunos só precisam arcar com as despesas de transporte.

As aulas são compostas por três elementos: estudo da língua japonesa (leitura e comunicação), palestras informativas e visitas a diferentes locais e tipos de trabalho. Além disso, há também a opção de realizar um curso preparatório na área de cuidado para idosos (kaigo).

A carga horária total do curso é de 120 horas, com duração média de três meses e as aulas são ministradas de manhã, tarde ou noite, de acordo com o local e a classe. As inscrições podem ser feitas na agência da Hello Work (agência pública de emprego) mais próxima da região onde vive. Aos alunos que concluírem o curso será entregue um certificado.

Veja os locais dos cursos e os prazos de inscrições no site da Jice:
http://sv2.jice.org/jigyou/tabunka_p_jisshi.htm.
Fonte: Alternativa

Escola de informática abre inscrições para curso subsidiado

Inscrições podem ser feitas no Hello Work até dia 25

A empresa ATEC está oferecendo duas modalidades de curso com duração de quatro meses. Uma é Business e Tecnologia, em que é ensinado técnicas de etiqueta e comportamento, palestras de desenvolvimento pessoal, informática básica (Windows/ Internet), aprimoramento em MS Office (Word/ Excel/ Power Point), vendas, telemarketing, administração básica, contabilidade, RH e oratória, além de aulas de japonês.

Na modalidade Design Gráfico, o aluno aprende a operar os programas Illustrator, Photoshop e Indesig.

As incrições para os cursos podem ser feitas no Hello Work até o dia 25 de junho.

É necessário apresentar os códigos dos cursos (kunren bango).
Business e Tecnologia: 4-24-23-01-00-0053
Design Gráfico: 4-24-23-02-11-0054

Para mais informações, consulte a página da empresa.
Fonte: IPC Digital

Brasileiros investem no futuro profissional

Em busca de qualificação profissional e melhores salários, brasileiros no Japão têm se dedicado a várias modalidades de cursos
curso de solda em Komaki

Diariamente a sede de uma escola localizada em Komaki (Aichi) recebe alunos de várias regiões do Japão, matriculados no curso de solda MIG MAG. Trata-se de sistema de soldagem bastante utilizada na fabricação de peças em aço e nas estruturas de liga de alumínio.

Os alunos aprendem a teoria e os equipamentos de segurança que devem usar, como máscaras, luvas e roupas de proteção. E logo no primeiro dia de aula, já tem o aprendizado prático, com a regulagem do oxigênio, e com o maçarico e eletrodos em mãos.

De acordo com o professor Élson Mendes, não existe crise nesse mercado de trabalho. E o salário é sempre melhor do que em outras áreas. “O salario depende da região. Aqui em Aichi o salário básico de um soldador é de Y 1.350 a hora, mas se o profissional for trabalhar em Ishikawa-ken, ou na região de Kobe e Osaka, o salário inicial chega a Y 1.700 a hora”, afirma.

Élson revela que os alunos buscam o curso pensando também em ter uma qualificação profissional para quando retornarem ao Brasil, afinal, também por lá o salário é atrativo em estaleiros ou empresas de serralheria.

O curso de solda em Komaki é avalizado pela J-wel, uma escola japonesa que atende várias empresas no Japão e que emite a licença. “Nós executamos os testes de chapa, a pessoa faz uma solda e o material é enviado para a empresa. Passando esse teste a empresa emite uma habilitação de soldador para o aluno, que se torna profissional”, explica.

O curso básico em Komaki tem duração de 30 horas aulas que o aluno pode cumprir de acordo com sua disponibilidade de tempo, mesmo durante a semana. E as empreiteiras têm sempre vagas à disposição para essa mão de obra qualificada, segundo garante Élson Mendes.

O aluno Akio Moshi revelou a intenção de terminar o curso o mais rápido possível. Ele mora em Hamamatsu faz 7 anos e revela a expectativa de exercer a nova profissão quando regressar ao Brasil, em empresa própria que pretende abrir. O aluno Paulo Lazarine Soares, em sua primeira aula, classificou como fácil o aprendizado – dizia que em 10 dias concluiria o curso.

No período de 10 meses em que o curso é ministrado em Komaki 135 alunos se formaram soldadores, na maioria homens. Mas a solda também atrai mulheres – quatro tiveram o certificado de soldadoras. Alice Otani, em seu segundo dia de aula, se mostra decidida ao aprendizado. Ela mora no Japão faz 14 anos, empregada uma fábrica de auto-peças, e pensa em no futuro exercer a profissão de soldadora no Brasil.

Meia dúzia de novas licenças foram expedidas a novos soldadores brasileiros. O ex-aluno Roberto Toshio Iwamura ostenta o certificado e a carteira de habilitação e conta que já tem emprego garantido em uma firma de solda. Ele também tem em vista emprego no Brasil em uma fábrica de chassis de caminhões e afirma que sempre pensou em se qualificar.

Outro ex-aluno, Marcelo de Lima, também concluiu o curso recebeu sua carteira de profissional. Ele já trabalha com solda, mas não tinha a licença. Depois de obter a primeira habilitação, o soldador pode fazer mais três estágios de capacitação, elevando ainda mais a sua qualificação profissional.
Fonte: IPC Digital com JPTV

Curso de Japonês – Centro de Apoio ao Estudo para Estrangeiros de Hamamatsu

curso_japonesO Consulado-Geral do Brasil em Hamamatsu informa sobre a o Curso de Japonês oferecido pelo Centro de Apoio ao Estudo para Estrangeiros de Hamamatsu, gratuitamente.
Os cursos são divididos em "Cursos de Conversação" e "Kana e Kanji".

Cursos de Conversação:


≪Nível0≫

Período:14 de Dezembro – 21 de Março

Data:Segunda e Quarta 10:30~12:00

≪Nível1≫

Período:15 de Dezembro – 22 de Março

Data:Segunda 10:30~12:00

Quarta e Quinta 13:00~14:30

≪Nível2≫

Período:14 de Dezembro – 23 de Março

Data:Terça 13:00~14:30

Quarta 10:30~12:00

Sexta 10:00~11:30

≪Nível3≫

Período:13 de Dezembro – 23 de Março

Data:Terça 10:30~12:00

Sexta 13:30~15:00

Kana e Kanji


Aulas de Hiragana, Katakana e Kanji

≪Curso A≫

Período:16 de Janeiro – 19 de Março

Data:Segunda 9:30~10:30

≪Curso B≫

Período:10 de Janeiro – 13 de Março

Data:Terça 9:30~10:30

≪Curso C≫

Período:11 de Janeiro – 15 de Março

Data:Quarta e Quinta 9:30~10:30

≪Curso D≫

Período:13de Janeiro – 16 de Março

Data:Sexta 12:30~13:30

Mais informações:

Centro de Apoio ao Estudo para Estrangeiros de Hamamatsu
tel.: 053 592 1117