Arquivo

Archive for the ‘Aichi’ Category

Gunma supera Mie e se torna a 3ª maior província em concentração de brasileiros

Das 47 províncias, 15 apresentaram queda no número de brasileiros
gunma-cherry
A província de Gunma, que até 2015 tinha a quarta maior comunidade verde e amarela, saltou para a terceira posição superando Mie em número de brasileiros.

O Ministério da Justiça divulgou na terça-feira (1) os dados da comunidade brasileira no Japão até junho deste ano classificados por gênero, sexo, idade e tipo de visto.

Segundo os números computados pelo governo japonês, a maior província em concentração de brasileiros ainda é Aichi, com 49.444, seguida de Shizuoka, com 25.854.

Em terceiro lugar aparece Gunma, com 11.982; Mie tem 11.798 brasileiros e Gifu, 10.088.

Das 47 províncias japonesas, 15 apresentaram queda no número de brasileiros, com destaque para Mie, Hiroshima, Yamanashi e Nagano.

Se os dados forem vistos por gênero, dos 176.284 brasileiros residentes no Japão, 96.098 são do sexo masculino e 80.186 do sexo feminino.

Por idade, 41.077 tem entre 0 e 19 anos, ou seja, são menores no Japão. Os brasileiros na terceira idade, ou seja, acima de 64 anos somam 5.787.

Por tipo de visto, 109.561 têm permissão permanente de estadia no país. Os portadores de vistos de cinco e um ano somam 46.814. Já os cônjuges e familiares de nacionais japoneses e de portadores de vistos permanentes somam 18.043.
Fonte: Alternativa

Região no Japão abre vagas para contratar seis ninjas

Aichi pretende pagar quase R$ 5,9 mil para quem tiver habilidades acrobáticas e quiser destaque na mídia

ninjas  no JapãoO governo regional de Aichi, no Japão, abriu vagas para contratar seis ninjas com o objetivo de estimular o turismo na região.

Os ninjas devem ser contratados em período integral e vão receber salário mensal de 180 mil ienes (cerca de R$ 5,9 mil).

O governo de Aichi afirma que entre os pré-requisitos para os futuros contratados estão preparo físico e habilidades acrobáticas.

O objetivo é promover o "turismo (envolvendo) os senhores de guerra".

Os ninjas eram mercenários japoneses do século 15, especialistas em espionagem, assassinatos, sabotagem entre outras formas não convencionais de ataques e guerra.

Esse tipo de guerreiro era considerado inferior aos samurais e à nobreza militar japonesa, que seguiam normas rígidas de honra em combate.

Relações públicas
O emprego de ninja vai envolver também apresentações em público e "trabalho de relações públicas" em rádios e canais de televisão.

Mas o governo de Aichi não requer que os candidatos tenham experiência em combate ou um "currículo de mercenário".

O candidato ideal, segundo o anúncio de vaga, deve "gostar de estar em evidência mesmo que ele ou ela seja um ninja secretamente", disse à agência de notícias AFP Satoshi Adachi, do Departamento de Turismo de Aichi.

O grupo poderá se apresentar em inglês e, por isso, falar japonês é desejado mas não é o essencial para conseguir o emprego, segundo Adachi. Mas é necessário que o candidato tenha paixão pela história e por turismo.

Qualquer pessoa acima de 18 anos poderá tentar a vaga, e as inscrições estão abertas até 22 de março.

O treinamento para os ninjas será rápido: os candidatos escolhidos vão estar aptos para o trabalho no fim de abril.

E, depois do treinamento, eles vão se apresentar no castelo de Nagoya e outros locais famosos da região.

O governo de Aichi espera conseguir os mesmos resultados do governo da região vizinha, de Mie, que abriu um museu ninja na cidade de Iga, combinando detalhes históricos com apresentações acrobáticas inspiradas nas histórias desses antigos guerreiros.

Iga, que reivindica ser a cidade onde surgiram os ninjas, já foi o lar de muitos desses guerreiros – também conhecidos como shinobi e que surgiram como um fenômeno peculiar em um período do século 15 no Japão, quando o país era dividido em regiões e vivia um período de instabilidade.

Eles desapareceram gradualmente depois que o Japão foi unificado, no século 17.

Os ninjas foram um fenômeno histórico real, mas muito do que se afirma sobre eles é baseado em lendas e mitos.
Fonte: G1 com BBC

Categorias:Aichi, Japão Tags:,