Arquivo

Posts Tagged ‘Ajuda de Retorno’

Último dia do Kikoku Shien em Hamamatsu teve pouco movimento

Na cidade, mais de 2.100 brasileiros lançaram mão da Ajuda de Retorno oferecida pelo governo
Em Hamamatsu, Shizuoka, os funcionários do Hello Work da unidade central de Asada, colocaram mesa extra esperando atender muitas pessoas no último dia de inscrição para a Ajuda de Retorno – Kikoku Shien Jigyoo.
Mas não houve fila nem aglomeração. No dia 5, último dia, nove pessoas foram atendidas. Havia mais desempregados fazendo consultas que brasileiros retornando com o auxílio.
O paranaense Joel Ito, 46, foi um dos últimos a fazer a inscrição para receber os ¥ 300 mil. Após 14 anos trabalhando no Japão, ele decidiu fazer as malas em definitivo. “Esperei até o último dia, acreditei numa melhora da economia, mas está difícil e decidi voltar para o Brasil de vez”, conta.
Ele já trabalhou com empilhadeira e operador de máquinas, mas colocação no mesmo ramo está difícil. “Nos bons tempos, cheguei a ganhar ¥ 1.500/hora mas isso foi há cinco ou seis anos atrás. Nos últimos tempos, encontrei ofertas a ¥ 1.300/hora, mas para mim não compensa. Então decidi voltar para São Paulo e trabalhar no ramo imobiliário com minha namorada”, planeja.
Se encontrasse um emprego com bom salário, Joel ficaria mais um ano economizando e depois retornaria. “Não pretendo mais voltar ao Japão, pela minha idade vai ficando cada vez mais difícil”. Sua passagem está marcada para o dia 6 de maio e custou ¥ 132 mil. “Para uma passagem só de ida está muito cara, vai sobrar uns ¥ 168 mil para recomeçar minha vida no Brasil”, espera.
Joel chegou cedo ao Hello Work por achar que teria fila, mas assim que chegou foi logo atendido. “Acho que aqueles que tinham de ir embora, já foram; só ficaram os teimosos”, brinca. Ele aconselha aos “teimosos” que ficam, a guardar dinheiro, economizar o máximo, não jogar tudo no pachinko. “Muitos foram embora sem nada no bolso, pensavam que o Japão nunca fosse piorar. Mas o Japão sempre teve altos e baixos na economia e um dia vai melhorar, porém a crise atual está persistindo”.
Segundo registros do Hello Work de Hamamatsu, 2.132 brasileiros requisitaram a ajuda financeira desde abril do ano passado, quando foi instituída, até o dia 5 de março, quando foram encerradas as inscrições. Mas em toda província de Shizuoka, o número de pedidos foi de 4.437 incluindo pessoas de outras nacionalidades.
Em todo Japão, o número de brasileiros que lançaram mão da Ajuda de Retorno, até o dia 2 de março, foi de 19.107. Segundo o ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar Social, o total final ainda está sendo calculado.

Fonte: ipcdigital.com