Inicial > Japão, trabalhadores estrangeiros > Contratação de estrangeiros não muda nível salarial, dizem empresas japonesas

Contratação de estrangeiros não muda nível salarial, dizem empresas japonesas

Pesquisa sugere que o governo pode ter dificuldades para conseguir os trabalhadores de que necessita

trabalhador estrangeiro
Apenas uma em cada quatro empresas japonesas planeja empregar trabalhadores estrangeiros sob um novo sistema de vistos do governo, segundo uma pesquisa da Reuters, complicando os esforços do primeiro-ministro Shinzo Abe para aliviar a falta de mão de obra mais grave do país em décadas.

E a maioria das empresas que podem contratar esses estrangeiros não planeja apoiá-los na obtenção de moradia, no aprendizado de habilidades e do idioma japonês ou na obtenção de informações sobre como morar no Japão, mostrou a pesquisa.

Enquanto os trabalhadores estrangeiros são geralmente vistos como mão de obra barata no Japão, 77% das empresas não sentem mudanças nos níveis salariais no Japão como um todo ao contratar estrangeiros. Cerca de 16% esperam que os salários diminuam e apenas 6% veem os salários subindo.

Os resultados ressaltam o desafio para o Japão lidar com o declínio e o envelhecimento da população, que pressionou o governo a liberar a entrada de mais trabalhadores estrangeiros.

O idioma, diferenças culturais, custos de treinamento, incompatibilidade de habilidades e o fato de muitos trabalhadores estrangeiros não poderem ficar permanentemente no Japão sob o novo sistema estão entre os fatores por trás da cautela corporativa sobre a contratação, segundo a pesquisa da Reuters.

A lei, que entrou em vigor em abril, cria duas novas categorias de vistos para trabalhadores em 14 setores, como construção e cuidados a idosos, que enfrentam falta de mão de obra. O objetivo é atrair até 345 mil trabalhadores nos próximos cinco anos.

Mas a pesquisa sugere que o governo pode ter dificuldades para conseguir os trabalhadores de que necessita no país, onde há agora 163 vagas disponíveis para cada 100 candidatos a emprego, o maior nível desde o início de 1974.

“Levando em conta os custos de educação, riscos de qualidade e rendimentos, os custos vão subir contratando trabalhadores estrangeiros”, escreveu um gerente de uma empresa que fabrica peças de borracha. Ele disse que não tem planos de contratar estrangeiros.

“Nós fracassamos no passado empregando trabalhadores estrangeiros que não se adaptaram a uma cultura diferente”, escreveu um gerente de uma fabricante de produtos de metal.

Cerca de 41% das empresas não estão considerando a contratação de estrangeiros, 34% querem um pequeno número e 26% pretendem contratar tais trabalhadores, mostrou a pesquisa realizada de 8 a 17 de maio.

Dos que consideram contratar trabalhadores estrangeiros, a maioria disse que não tem planos de apoiá-los em áreas como habitação, estudo de língua japonesa e informações sobre a vida no país.

A pesquisa, realizada mensalmente para a Reuters pela Nikkei Research, entrevistou 477 empresas de médio e grande porte, com gerentes respondendo sob condição de anonimato. Cerca de 220 responderam às perguntas sobre trabalhadores estrangeiros.

Os trabalhadores estrangeiros “ajudarão a aliviar a crise do trabalho, reduzindo os salários em geral”, escreveu um gerente da siderúrgica na pesquisa.

Abe, cuja base conservadora teme o aumento da criminalidade e uma ameaça social ao país, disse que a nova lei não constitui uma “política de imigração”.

O Japão tem cerca de 1,28 milhão de trabalhadores estrangeiros – mais do que o dobro na década anterior, mas ainda representa apenas 2% da força de trabalho. Cerca de 260 mil são estagiários de países como o Vietnã e a China, que podem permanecer de três a cinco anos.
Fonte: Alternativa com Reuters

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: