Arquivo

Archive for julho \31\UTC 2017

Oferta de empregos no Japão: maior índice em 43 anos

Há setores com escassez de trabalhadores, especialmente relacionadas à indústria automobilística
oferta de vagas
O índice de oferta de vagas de emprego subiu 0,2% em relação ao mês anterior, mas teve uma alta significativa na história. De acordo com a divulgação feita pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar, o índice foi de 1,51. Ou seja, há muito mais oferta de vagas do que procura.

Esse índice é o maior em 43 anos e 4 meses. O último registrado foi de 1,53 em 1974. Como sempre a comparação recai com o período da bolha econômica, quando havia fartura de vagas, o país pode comemorar o feito.

As províncias que mais necessitam de mão de obra são Fukui (2,09), Tóquio (2,08) e Ishikawa (1,92).

Por outro lado, as 3 províncias que apresentaram os menores índices foram Hokkaido (1,08), Kochi (1,13) e Kanagawa (1,16). No entanto, o índice foi acima de 1 em todas as províncias, anunciou o Nikkei Shimbun.

Aumento de ofertas e queda de desemprego
Houve aumento na oferta de novas vagas em relação à mesma época do ano anterior, em 6,3%. Os setores que mais necessitam contratar são:

  • Indústria da transformação: 14,2%
  • Transporte e entrega de mercadoria: 11,1%
  • Construção civil: 7,6%

De acordo com o boletim do ministério, “vendo a partir de que o setor produtivo relacionado à indústria automotiva está favorável, o número de ofertas de vagas continua em crescimento. O ambiente para as contratações está melhorando e progredindo firmemente”, ressaltou.

Segundo a TBS, o Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações anunciou que o relatório da empregabilidade apresentou 03,% de queda no desemprego, no mês passado. Atualmente, o índice é de 2,8%.
Fonte: Portal Mie com NHK, TBS e Nikkei Shimbun

Brasileiros residentes no exterior podem se inscrever para o Encceja 2017 até 17 de julho

Encceja2017
As inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 para brasileiros residentes no exterior estão abertas até 17 de julho, às 23h59 (Horário de Brasília). O Encceja é uma oportunidade para jovens e adultos que não terminaram seus estudos na idade regular e querem obter o certificado de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. As inscrições são gratuitas.

O Encceja Exterior 2017 será aplicado em 10 de setembro, nos Estados Unidos (Boston, Nova Iorque e Miami); Bélgica (Bruxelas); Guiana Francesa (Caiena); Portugal (Lisboa); Suíça (Genebra); Espanha (Madri); Reino Unido (Londres); França (Paris), Holanda (Amsterdã) e Japão (Nagóia, Hamamatsu e Ota). Haverá, ainda, aplicação para pessoas privadas de liberdade (PPL) em Tóquio (Japão) e em Caiena (Guiana Francesa). O Encceja Exterior PPL 2017 será aplicado entre 11 e 22 de setembro.

Para a certificação do ensino fundamental o participante deve ter 15 anos completos na data da realização da prova. Para a certificação do ensino médio a idade é de pelo menos 18 anos na data da prova. O Encceja Exterior é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, por meio das representações diplomáticas do Brasil nos locais de aplicação.

Como se inscrever – A inscrição deve ser feita, exclusivamente, pelo endereço eletrônico sistemasEncceja2.inep.gov.br/exterior. No caso do Encceja Exterior PPL as inscrições são feitas em um sistema específico, no endereço sistemasencceja2.inep.gov.br/exteriorPPL. A inscrição para pessoas privadas de liberdade é de responsabilidade dos próprios consulados em Tóquio e em Caiena, onde haverá aplicação.

Os interessados em participar devem informar o CPF e a data de nascimento na inscrição. As necessidades de atendimento especializado (baixa visão, deficiência física, dislexia) e atendimento específico (gestante, lactante, idoso) também devem ser informadas durante a inscrição. É preciso optar pelo nível de ensino para o qual o participante busca a certificação. O passo seguinte é indicar quais provas deseja realizar.

Pessoas que obtiveram uma declaração parcial de proficiência em edições anteriores do Encceja (no caso do ensino fundamental), ou Encceja e Enem (no caso do Ensino Médio) não precisam refazer a prova na qual já obtiveram nota mínima. O certificado, entretanto, só é emitido quando o participante conseguir as notas mínimas exigidas em todas as provas. O processo de inscrição inclui, ainda, um questionário sócio-econômico.

Especificidades – Pessoas que fizeram edições do Encceja Exterior antes de 2014 e conseguiram a nota mínima para uma declaração parcial de proficiência em alguma prova devem informar o número de passaporte usado na inscrição da edição na qual obteve o resultado. Dessa forma será possível ser dispensado da prova da qual já se tem o resultado exigido.

Estrutura da Prova – Para certificação do ensino fundamental o participante faz provas de Ciências Naturais, História e Geografia (matutino), além de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; e Matemática (vespertino). Para a certificação do ensino médio as provas são de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias (matutino); além de Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação e Matemática e suas Tecnologias (vespertino). Cada prova tem 30 questões de múltipla escolha com quatro alternativas de resposta.

Clique aqui para acessar o edital do Encceja Exterior 2017
Clique aqui para fazer inscrição para o Encceja Exterior 2017
Clique aqui para fazer inscrição para o Encceja Exterior 2017 PPL
Clique aqui para mais informações sobre o Encceja Exterior 2017 em Nagoia
Fonte: Consulado-Geral do Brasil em Nagoya